Acusado de matar vizinho com enxadadas é absolvido por legítima defesa

Após horas de julgamento, jurados foram convencidos pelo advogado de defesa do acusado que ele teria agido em legítima defesa.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Antônio Gonçalves de Moura, de 68 anos, acusado de matar Vinicius Oliveira Diniz a golpes de enxadão foi a julgamento na tarde desta terça-feira (19-10), no salão do Tribunal de Júri do Fórum Olympio Borges. O crime aconteceu na Fazenda Barreiro, no dia 09 de janeiro de 2014.

De acordo com os autos do Ministério Público de Minas Gerais, o acusado e a vítima eram vizinhos de propriedades rurais, sendo que o acusado cultivava uma plantação de milho e a vítima criava gado.

Contudo, em determinada ocasião, os animais de propriedade da vítima entraram na plantação do acusado, causando alguns prejuízos. Após o fato, no dia do crime, acusado realizou alguns reparos na cerca que estava danificada, visando evitar a entrada dos animais da vítima na plantação.

Ainda de acordo com os autos, após concluir os trabalhos, o acusado procurou a vítima para que ela fizesse a retirada dos animais que ainda permaneciam na plantação. Neste instante, o acusado e a vítima começaram a discutir. Antônio então pegou o enxadão e sem que a vítima perceber, desferiu um golpe na nuca. Mesmo com a vítima caída, o acusado continuou a desferir golpes na cabeça de Vinícius, causando a morte.

Depois de algumas horas de julgamento, a defesa do acusado, o advogado Brian Epstein, conseguiu convencer os jurados que Antônio agiu em legítima defesa. Ele então foi absolvido do crime de homicídio.

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.