Acusado de matar a amante em Lagoa Formosa é condenado

Lourivaldo Ribeiro foi condenado a 55 anos de prisão.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O lagoense Lourivaldo Ribeiro Braga (Lora), de 55 anos, foi condenado a 14 anos de prisão por ter matado com um tiro na cabeça a jovem Jéssica Souza Santos, que na época do homicídio tinha 20 anos. O julgamento ocorreu nesta quarta-feira (27/10), no salão do Tribunal de Júri do Fórum Olympio Borges, em Patos de Minas. O crime aconteceu na madrugada do dia 19 de fevereiro de 2018, na sala da residência onde a jovem morava, na Rua Higino Braga, no Bairro Planalto em Lagoa Formosa.

De acordo com os autos do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, o acusado manteve um relacionamento extraconjugal com a vítima por aproximadamente quatro anos, inclusive pagando aluguel do imóvel em que ela morava e arcando com demais despesas.

Contudo, o acusado constantemente a agredia, sendo que um dos motivos seria o fato dele sentir ciúmes dela se relacionar com outras pessoas. Ele inclusive a proibia que tivesse amigos. Ainda de acordo com os autos, em razão das constantes ameaças de morte e agressões, a vítima havia terminado e ficou separada por cerca de duas semanas, porém ela reatou o relacionamento.

No dia do crime, o acusado foi à casa da vítima, “possuído” pelos sentimentos de ciúmes e contrariado por não ter suas expectativas correspondidas em relação a algumas medidas impostas a ela. O homem então sacou uma arma, apontou em direção à cabeça da jovem e efetuou um disparo, causando a morte da vítima.

O advogado de defesa de Lourivaldo, Brian Epstein Campos, disse que pretende recorrer da sentença. Ele falou à imprensa que inicialmente a acusação era um homicídio com três elementos de qualificação, sendo motivo torpe, recurso que impossibilitou a defesa da vítima e feminicídio. Ainda na primeira fase da sentença de pronúncia, foi eliminada a qualificadora motivo torpe.

“A defesa não pediu a absolvição, ela se debateu pelo decote da qualificadora do motivo torpe e do feminicídio, mas vai ser interposto recurso, principalmente pelo feminicídio” disse o advogado.

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.