Acusado de agredir o companheiro da ex com barras de ferro é condenado

O réu acompanhou o julgamento, mas terá direito de recorrer da sentença em liberdade.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Marcelo Luís Gonçalves, acusado de tentar matar o companheiro da ex-namorada com golpes de barra de ferro, foi a julgamento na tarde desta quarta-feira (27/07), no salão do Tribunal de Júri do Fórum Olympio Borges em Patos de Minas. O crime aconteceu na madrugada de 12 de maio de 2019, no distrito de Pindaíbas, no município de Patos de Minas.

De acordo com os autos do Ministério Público, Marcelo manteve um relacionamento amoroso com a mulher por certo período, vindo depois a se separar. Porém Marcelo não aceitava o término do relacionamento, tampouco aceitava o relacionamento dela com outro homem.

No dia do crime, Marcelo ficou sabendo que a ex-mulher estava se relacionando com a vítima. Ele foi até a residência dela, arrombou a porta e, na posse de uma barra de ferro, entrou no quarto onde a vítima se encontrava dormindo. Marcelo surpreendeu a vítima e desferiu vários golpes de barra de ferro na cabeça dela.

A ex-mulher que estava na cama, ao lado do companheiro, acordou. Cláudio então disse: “esse aí está morto, esse aqui não faz mais nada, eu te falei que iria matar ele”. Por fim fugiu do local,

Assustada, a ex-mulher gritou por socorro e os vizinhos socorreram a vítima para o Hospital Regional em Patos de Minas. Devido as gravidades dos ferimentos, a vítima foi transferida para o Hospital João XXlll em Belo Horizonte.

Após algumas horas de julgamento, Marcelo Luís Gonçalves foi condenado a 10 anos de prisão no regime fechado, porém terá o direito de recorrer da sentença em liberdade.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.