Ações de cobrança por falta de pagamento de aluguel têm aumento de 50% em março

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Valor é resultado da comparação com o mesmo período do ano passado

Resultado de imagem para aluguel
Foto: Divulgação

No mês de março foram registradas 1.836 ações judiciais por falta de pagamento de aluguel, 50% a mais quando comparado ao mesmo período do ano passado que registrou 1.228. A comparação de março de 2017 com o mês anterior também mostra um aumento do número de processos de 33%, em fevereiro foram movidas 1.377 ações. Os números são do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), monitorados pela AABIC- Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo.
A soma de todos os tipos de ações locatícias registraram 2.056 no mês de março, que em comparação ao mesmo período de 2016 (de 1.362 ações), obteve aumento de 51%.
Na variação mensal, em março 2017, foram registradas 2.056 ações, representando aumento de 31% na comparação com o mês anterior (fevereiro 2017), onde foram registradas no acumulado 1.567 ações.
De 2.056 ações movidas em março, 89% das ações foram por falta de pagamento de aluguel. As ações ordinárias somaram 3,89%. E as ações Renovatórias e Consignatórias, somaram 5,98% e 0,83% das ações.
Apesar do alto número, a diretora de locação da AABIC, Moira Regina de Toledo, destaca que o mercado está apresentando melhoras. “Estes números refletem a crise econômica do ano passado, apesar deles, o mercado de locação já está dando sinais de retomada do volume dos negócios. O volume de ações, se comparado com as locações que são realizadas e com aquelas que estão em curso, ainda demonstra o baixo nível de inadimplência experimentado no setor”, explica.
No mês de março, as ações de cobrança de condomínios por falta de pagamento registraram 1.177 ações, obtendo aumento significativo de 121% se comparado ao mesmo período do ano anterior (533 ações). Os números são do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), monitorados pela AABIC- Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo.
Em comparação ao período com o mês anterior, onde foram registradas 543 ações de cobranças em fevereiro de 2017, a variação também evidencia aumento significativo de 117% dentre as ações.
Déborah Santos
Triângulo Notícias
23/04/2017

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS