80% dos brasileiros pretendem economizar mais em 2017

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Em época de crise brasileiros cortam gastos para evitar ficar no vermelho.

Foto: Reprodução

- Continua depois da publicidade -
De acordo com estudo anual de fim de ano produzido pela Kantar TNS que analisa o comportamento de consumidores online em todo o Brasil durante o período, 80% declararam que pretendem economizar mais em 2017, 47% dos entrevistados mantêm atitude de preocupação em relação ao futuro e 37% voltam a ser otimistas, número que mais que dobrou em comparação com 2015, quando era de apenas 18%.
Os desejos para o novo ano se concentram em metas financeiras: (72%) desejam aumentar a renda, (65%) guardar dinheiro, (44%) comprar ou trocar a casa e (39%) comprar ou trocar de carro – porcentual que apresenta ligeira queda ano a ano. Em relação às questões profissionais, 50% desejam um novo trabalho e/ou mudar de emprego e 47%, mais equilíbrio com menos estresse.
De acordo com o estudo, 40% dos brasileiros indicaram que o 13º salário será destinado para pagar dívidas e 36% para fazer investimento. Com essas prioridades, existe uma tendência de redução nas compras de fim de ano em geral comparado com 2015 e queda de 6 pontos porcentuais: 43% versus 49%.
Comportamento de compra dos brasileiros no Natal: presentes preferidos
Os presentes mais populares foram roupas ou sapatos (53%) e brinquedos (39%). Produtos tecnológicos (celulares e tablet) ficaram entre os menos procurados com (16%) e (9%) respectivamente.
Os brasileiros reduzem a quantidade de presentes no total (nove unidades em 2016 contra 13 em 2015), mas o valor é alto. O tíquete médio dos presentes cai na comparação 2016/2015: R$1.215 contra R$1.243 do ano anterior, sendo que as mulheres são as mais cautelosas em seu investimento. Dentre os entrevistados, 70% pesquisam os presentes em páginas de internet, 45% em redes sociais (usado principalmente por jovens) e 32% em anúncio na loja e esses porcentuais refletem o crescimento das vendas online (46%) pela internet e (8%) via celular (com acrescimentos de 2 pontos porcentuais em cada um dos últimos três anos). 
As mães continuam sendo as mais presenteadas (63%) e os companheiros de trabalho/amigos serão menos considerados neste ano com 19%.
Meios de pagamento
Para efetuar o pagamento, 54% optam por meios eletrônicos de pagamento (36% cartão de crédito e 18% de débito), principalmente as classes sociais mais altas, e 47%, por dinheiro. Aumenta a compra dos presentes pela internet e pelos dispositivos móveis. Lojas de departamentos ainda seguem como lugar preferido para compra (68%), seguidos de lojas especializadas (34%) e supermercados (20%).
Metodologia
A pesquisa foi realizada com 984 pessoas entre 18 e 65 anos, das regiões Sudeste, Sul, Nordeste e Centro do Brasil, nos dias 21 de novembro a 5 de dezembro de 2016.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -