5 milhões de mineiros estão com a dose de reforço atrasada

Cobertura vacinal da terceira dose ainda está em 50%; imunização completa é fundamental para evitar hospitalizações e mortes por covid.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Minas Gerais atingiu 82% da população com mais de cinco anos de idade com o esquema vacinal completo (duas doses ou dose única) da população, conforme o painel Vacinômetro. Por outro lado, a dose de reforço foi aplicada em apenas 50% do público-alvo. Cerca de 5 milhões de mineiros já poderiam ter recebido a dose de reforço, mas estão com o cartão de vacina atrasado.

De acordo com levantamento da Secretaria de Estado de Saúde (SES), considerando o prazo para se receber a dose de reforço – de quatro meses a partir da aplicação da segunda dose, e de dois meses a partir da aplicação da dose única –  há, atualmente, 13,2 milhões de pessoas no estado aptas a recebê-la.

VEJA TAMBÉM: Clique aqui e acesse o calendário de vacinação em Patos de Minas

Uma vez que existe registro de 8,1 milhões dessas doses aplicadas em Minas Gerais, segundo dados do painel Vacinômetro, restariam ainda 5,1 milhões de pessoas elegíveis para tomar o reforço e que não o fizeram.

“Confiem na vacina. Ela é segura e eficaz. A dose de reforço é fundamental para evitar hospitalizações e óbitos por covid, principalmente entre os grupos mais vulneráveis”, afirma o secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti.

“Temos vacinas disponíveis em Minas Gerais, distribuídas para todos os municípios. A população precisa entender que o reforço é fundamental para a sua proteção contra a doença. Faço um apelo para que todos procurem o posto de saúde mais próximo e coloque o cartão de vacina em dia”, ressalta o secretário.

Máscaras

Com metade do público-alvo sem a terceira dose, fica mais distante também o uso facultativo de máscaras em locais fechados. No dia 12/3, a SES anunciou a orientação de que seja atingida a meta de 80% da vacinação completa e 70% da dose de reforço para que haja a dispensa do protetor facial em lugares fechados. Portanto, a retirada dessa obrigatoriedade ainda depende do avanço da aplicação da terceira dose.

Já o critério para desobrigação do uso de máscara em locais abertos é o município ter atingido pelo menos 80% do esquema vacinal completo da população com mais de cinco anos de idade, e também ter aplicado a dose de reforço em mais de 40% das pessoas com idade acima de 18 anos.

Vale lembrar que cabe aos municípios a decisão de adotar ou não a orientação. A SES ressalta ainda que a desobrigação não é um desestímulo à utilização da máscara. O critério adotado para as recomendações sobre o uso da máscara tem por objetivo ampliar a imunização nos municípios e proteger os mineiros contra a doença.

Até o momento, o estado já enviou aos municípios 46,7 milhões de doses dos imunizantes contra a covid.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.