Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O Estado de Minas Gerais conseguiu, na Justiça, derrubar a liminar que autorizava a reabertura do comércio em Patos de Minas, na “onda amarela”, do plano “Minas Consciente”. A informação circulou nas redes sociais e gerou confusão na população. No entanto, a decisão em favor do Governo Mineiro perdeu efeito. O comitê estadual de enfrentamento à COVID-19 reclassificou – desde o último sábado – a microrregião da Capital do Milho na “onda amarela”.

Com isso, a cidade segue com boa parte da economia em funcionamento, inclusive bares, restaurantes, clubes e academias, fechados há mais de 100 dias. Segundo explicou o secretário municipal de saúde, Carlos Antônio Silva Rezende, o despacho do desembargador Carlos Roberto de Farias do Tribunal de Justiça de Minas (TJMG) não tem validade, após a decisão do próprio comitê do Estado.

“Essa decisão, nos entendemos, não tem mais validade. Ela havia derrubada uma antiga liminar nossa, mas agora fomos reclassificados e vamos permanecer na ‘onda amarela’”, disse ao jornalismo da Rádio Clube 98. A decisão do TJMG veio atrasada e não vai influenciar no cotidiano dos patenses. A decisão favorável segue determinação do próprio tribunal, que considerou que os municípios devem seguir a deliberação do Estado, na hora de lidar com as ações da COVID-19.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS